logo_Casa_999759_Prancheta 1.png

Flávia Fábio
Lígia Minami
Luciana Bertarelli
Luciane Kunde
Simone Peixoto

Habitar o Ar

Live com as artistas
Habitar o Ar
Em cartaz de 18/set a 6/nov/2021

“Habitar o Ar” surge a partir do diálogo poético entre as artistas Flávia Fábio, Lígia Minami, Luciana Bertarelli, Luciane Kunde e Simone Peixoto.

 

Num primeiro olhar, as plantas parecem ser o eixo temático que motiva o encontro entre esses trabalhos, mas para as artistas, esses fragmentos e recortes da paisagem representam aspectos mais subjetivos e atuam na construção de universos pessoais, auto-referentes e íntimos.

 

Diferentes técnicas são exploradas nos trabalhos, nas quais muitas vezes as plantas são usadas como ferramenta ou insumo, como a xilogravura, a monotipia, a cologravura, a fotografia, a cianotipia e a manufatura do papel.  

 

A coleta de materiais da natureza, sua observação e manipulação fazem parte dos processos criativos das artistas e trazem para as obras questões como a transitoriedade, a relação entre vida e morte, renovação e transmutação, remetendo sobretudo a um movimento de impermanência do estar no mundo.

 

“Nós saltamos no vazio assim como a escrita sobre a folha branca e as notas da flauta no silêncio. Sem nós, não resta senão o vazio onipotente e onipresente, tão pesado que esmaga o mundo, vazio cujo poder aniquilador se reveste de fortalezas compactas, o vazio-cheio que só pode ser dissolvido por aquilo que é leve e rápido e sutil.” (Ítalo Calvino em “As Efêmeras na Fortaleza”, Coleção de Areia, p.89, Cia das Letras, 2002)

Flávia Fábio

Flávia Fábio é artista visual, doutoranda em Poéticas Visuais na Unicamp. Em sua pesquisa, explora a paisagem cotidiana, tendo o seu jardim como ponto central, utilizando as plantas como matrizes, registrando seus desenhos,  texturas e volumes em suportes variados, por meio das técnicas da monotipia, da frotagem, da cologravura e da cerâmica.

Tanto os processos quanto o resultado de alguns trabalhos remetem a um levantamento arqueológico do jardim, que busca preservar a memória deste lugar e, de alguma forma, estender a vida de suas plantas.

Atua, também, como docente em cursos de artes e design e desenvolve projetos na área de design gráfico.

Lígia Minami

Lígia Minami é educadora, artista visual e fotógrafa. Sua pesquisa aborda as questões do tempo e seu entrelaçamento com a memória, com investigações poéticas no campo da fotografia e processos de impressão artesanal oriundos do século XIX, destacando sua interação com tecnologias digitais em processos criativos contemporâneos.

Luciana Bertarelli

Luciana Bertarelli é artista visual e educadora. Nasceu em São Paulo e hoje vive e trabalha em Campinas-SP. É idealizadora e integrante do Xilomóvel - Ateliê Itinerante desde sua concepção em 2009, onde desenvolve projetos artísticos e educacionais. Em sua pesquisa visual, transita entre diferentes linguagens, como a xilogravura, o desenho e a fotografia.

Luciane Kunde

Luciane Kunde investiga a fatura do papel artesanal, e é desse embate com a matéria que encontra sua poética.  Valoriza o processo como elemento de criação, o qual começa na  colheita do vegetal até sua transformação em polpa. Matéria, processo e natureza são palavras que traduzem seu fazer, sua poética gira em torno de seus olhares para o ambiente que a cerca, composto de plantas, galhos, troncos, insetos, sol, terra e água. 

Simone Peixoto

Simone Peixoto é artista visual e educadora, integrante do Xilomóvel –Ateliê Itinerante. Fez mestrado e doutorado na Unicamp, ambos com a orientação da Profa. Dra. Luise Weiss. Na sua pesquisa, a xilogravura,  a monotipia e a imagem impressa dialogam com uma investigação sobre o desenho e a representação, valendo-se de sobreposições de imagens, de procedimentos e de objetos.