logo_Casa_999759_Prancheta 1.png

Lilian Maus

Navegação Interior

Navegação Interior
Em cartaz de 1/fev a 14/mar/2020

Na companhia de um Biguá, apelido atribuído pelos colegas de profissão ao pescador José Ricardo de Queirós, aventurei-me nas águas do município de Osório, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, onde tenho me ateliê cercado por 23 lagoas.

 

No começo de tudo, havia uma artista-viajante, cujo desejo era air à caça de imagens, histórias e lendas para desvelar, se bem sucedida fosse, os mistérios dessa paisagem estranhamente familiar.

 

A nossa travessia lacustre teve momentos de encontros e também desencontros. Houve tempos em que mergulhei solitária e pensei jamais encontrar o José. Foi por meio de mensagens que lhe lancei uma garrafa de vidro amarrada junto ao seu barco Beija-flor, que nos vimos de novo para seguir viagem. Navegando pelo interior das hidrovias, com o Beija-flor do Biguá, aprendi a mover-me ao ritmo das estações e a enxergar o vento, que, por vezes, soprava tão forte que transformava o rosário de lagoas em um mar de carneiros e fasmantagorias.

 

Se nessa pescaria obtivemos êxito foi por golpe de sorte ou do destino: fisgamos uma espécie rara de peixe que vive apenas como imagem refletida no olhar do corvo marinho faminto, ao mergulhar em busca da miragem amada.

 

Texto de Lilian Maus, 2020

Lilian Maus

LILIAN MAUS (Salvador/BA, 1983) é artista visual e professora do Instituto de Artes da UFRGS, em Porto Alegre. É Doutora em Poéticas Visuais, além de Mestre em História, Teoria e Crítica da Arte pelo Instituto de Artes da UFRGS, onde também formou-se no Bacharelado em Artes Plásticas: Desenho e na Licenciatura em Artes Visuais. Vem realizando exposições dentro e fora do país (EUA, Argentina, Uruguay, Colômbia e Chile), ganhou diversos prêmios através da Funarte, MinC, SMC de Porto Alegre, Secretaria Estadual da Cultura do RS e UFPE. Foi gestora do espaço artístico independente Atelier Subterrânea (Porto Alegre, 2006-2015).